Um fator importante para definir a qualidade do ovo é a qualidade de casca.
Um fator importante para definir a qualidade do ovo é a qualidade de casca. Considerada como uma primeira barreira de proteção física do ovo, ela deva ser:
Íntegra,
Limpa e
Sem deformidades.
monitoramento através da gravidade específica

Cascas finas trincam com mais facilidade durante o manejo de coleta e transporte, aumentando a contaminação e perda de umidade, que afetará diretamente a qualidade do ovo.

Teste de flutuação com o ovo

  1. Encha um recipiente alto com água;
  2. Coloque o ovo ali dentro e observe como se comporta;
  3. Se ficar no fundo, o ovo está bom. Se ficar no meio deve ser consumido logo. Por sua vez, se afundar é porque está podre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se a ideia é ganhar ou evitar a perda de massa magra, o ovo pode ser um grande aliado. Na clara, mais especificamente na ovoalbumina (proteína da clara), há uma boa quantidade de leucina, um aminoácido utilizado em suplemento nutricional de o ovo proporcionar a mistura ideal de aminoácidos essenciais (aqueles que não são produzidos pelo organismo) na quantidade e relação correta para favorecer o crescimento e o reparo dos músculos”, explica a nutricionista Maria Gandini. Ela enfatiza que a que evita a perda de musculatura e é prática antiga de comer ovos crus consumido por alguns atletas. deve ser desconsiderada, pois grandes Na gema, a leucina também aparece, doses de avidina – substância natural mas em pequena quantidade. “Por de proteção do ovo – diminuem a muitos anos, praticantes de atividade absorção de algumas vitaminas do física de força e velocidade atribuíam a complexo B, importantes na produção melhora no desempenho ao consumo de energia e recuperação muscular e de ovo, principalmente da clara, que é ainda podem levar à contaminação isenta de gordura e rica em proteína. por salmonela. Aposte mesmo no Hoje, sabemos que isso se deve ao fato ovo cozido ou poché.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ovos de codorna não são apenas um acompanhamento de saladas. Esses pequenos ingredientes também são cheios de vitaminas, minerais e podem ajudar a melhorar sua saúde. Ao fazer um comparativo com os ovos de galinha, os ovos de codorna, mesmo sendo menores e pesando de 10 a 12g, são superiores em valores nutricionais, possuem uma grande quantidade de vitaminas B1, B2 e A, ricos em cálcio, fosforo e potássio. Além disso, os ovos de codorna ainda têm 13% de proteína contra 11% dos ovos de galinha. Os ovos de codorna ainda apresentam uma boa dose do “bom colesterol” e nenhuma do mau colesterol o que faz desse pequeno alimento uma ótima opção para todas as pessoas. Outras vantagens são o aumento de hemoglobina, que ajuda no combate de anemia, e o consumo pode ajudar na melhora da memória, regular o sistema nervoso e no aumento da capacidade mental. Os ovos de codorna também podem aprimorar nossa estética, deixando a pele mais viçosa e brilhante, além de fortalecer os cabelos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nossas moças da vacaria possuem em sua base alimentícia o sorgo, esse cereal é extremamente rico em antioxidantes, ferro, zinco, proteínas, fibras e em vitamina E. Todo esse cuidado na alimentação impacta diretamente, além da qualidade de vida animal, no padrão do nosso Queijo de Coalho Tijuca.

Optamos por cuidar de perto do que cada animal consome, assim conseguimos garantir um padrão de qualidade de vida e de produtos que chegam na sua mesa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As fibras não são absorvidas pelo organismo, mas são de vital importância para o funcionamento do mesmo. Além disso, as fibras são capazes de manter a saúde do intestino combatendo e prevenindo doenças. O consumo desses carboidratos associado à água, principalmente, é capaz de influenciar positivamente no sono, humor, absorção de vitaminas e no bem estar geral.

Você também pode combinar as fibras com frutas, fazer receitas com ovos e consumir da forma que preferir.

O alimento queridinho dos esportistas é muito rico em proteínas, em uma única unidade (pesando cerca de 50 g), tem 6,5 gramas de proteína.

As proteínas são essenciais para o bom funcionamento do organismo, elas auxiliam em inúmeras áreas do corpo, tais como:

construção, reparação e regeneração de músculos e outros tecidos;
movimentação dos músculos;
catalisador de reações químicas;
composição de hormônios;
coagulação do sangue;
transporte de oxigênio.
proteção contra organismos patogênicos;

Devido a alta importância das proteínas, é aconselhado um consumo adequado para suprir todas as necessidades diárias. E uma dica maravilhosa é apostar nos ovos, brancos ou caipiras, eles são democráticos e podem ser feitos em inúmeras receitas e de diversas formas.

A infância é o momento de formação dos gostos alimentares. Devemos nos atentar para esse período de férias, onde muitas vezes a praticidade “vence”, sendo ofertados para a criança alimentos prontos e industrializados. Apesar de ser um período curto, a criança pode mudar o paladar e ter dificuldades para retornar a rotina alimentar. Portanto, aqui vão algumas dicas:

  1. Não torne a ida a um restaurante fast food uma forma de premiação ou compensação pelo fato de a criança ter feito algo positivo ou alguma forma de diversão nas férias, pois isso pode fazer com que ela idealize esse lugar como algo especial e extremamente desejado.
  2. Torne as refeições saudáveis e atrativas. As receitas atualmente estão de fácil acesso para todos. Prepare algo lúdico, saudável e gostoso para seu filho. Bolinhos de banana em formas de cupcake, em forminhas de bichinhos ou outros formatos lúdicos. Brincar com as cores e formatos das frutas/vegetais e formar personagens, carinhas ou desenhos. Fazer receitinhas de pizzas, panquecas e etc.
  3. Evitar a monotonia alimentar é muito importante, já que essa criança espera novidades nas férias. Portanto, busque atividades diferentes, como fazer piqueniques, convidar os amiguinhos e/ou a própria família.
  4. A organização é um ponto chave para uma alimentação saudável com menos produtos embalados. Organizar e deixar pré-estabelecidas todas as refeições das crianças, ou melhor, da família. É muito importante que os familiares mantenham o mesmo padrão da criança, compartilhem da mesma refeição.
  5. E não menos importante, não esquecer de oferecer sempre água ao seu filho, acostume ele a ter uma boa ingestão de água.

Por: Ticyana Falcão – Especialista em Nutrição Funcional (VP) e Esportiva (IPGS)

  • Texto Contato

    Fale com a Tijuca

    “Nenhum produto terá um sabor especial se não for preparado com altos padrões de qualidade e muito carinho. A Tijuca reuniu cada um desses detalhes para oferecer a você, alimentos saudáveis e saborosos.”

    De coração,

    A Família Tijuca.